sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

[Review] Mangá | Otomen

| |

Olá gentee, tudo bem com vocês? Espero que sim!

Estou aqui com um mega comentário do segundo mangá que li! Sim, é o segundo, não gosto muito de ler mangás xD O primeiro foi Pochamani, que era de uma garota gordinha e agora Otomen é sobre um garoto que gosta de algumas coisas ditas como femininas, mas devido a problemas no seu passado ele tem que esconder esse lado! ÉÉ, e é o melhor de todos sendo que eu li só dois mesmo, já que sinto que vou ter uma amorzinho por esse mangá por muito tempo u3u Ainda preciso ver o dorama também 😍

Sinopse: Asuka é um rapaz que tem gostos femininos, como ler shoujo, cozinhar e costurar. No entanto, a sua mãe quer que ele seja bem viril, e o proíbe de fazer essas coisas. Ele começa a aprender kendo e karaté para se tornar um homem firme. Mas ele pode lutar contra a vontade de se apaixonar e esconder a sua verdadeira identidade?

E senta que lá vem história porque gostei muito desse mangá! E principalmente do Asuka, que seria o homem dos meus sonhos. Ah, e o mangá não tem só um romancezinho, trata também sobre amizade, preconceito e etc, não é novidade né pra quem viu o outro review de mangá, mas fazer o que se só gosto de mangás assim né Shrugs by Drawn-Mario


Primeiramente, conheci esse mangá no site Fascínio Asiático, e li lá também! Infelizmente, eles pararam de traduzir o mangá no capítulo 18, o que me deixou super triste, porque né, todos os que eu gosto são cancelados, comasssimm ;u;
Mas caso você saiba de algum site que aceite traduzir ele, me avisem porfavorzinho, irei super apoiar esse site e ajudar como puder 💗

Comentando e Criticando Otomen

Otomen é uma palavra inventada para o mangá que é a junção das palavras "otome", que como todos sabem significa "garota ingênua/coração puro" + men, de "homem", no inglês.

O começo é bem direto, e eu meio que gostei muito disso! Já de inicio, e na sinopse também, Asuka já reconhece que gosta da Ryo, depois daquelas cenas shoujos, do cara salvando a mocinha, mas nesse mangá a mocinha não era só uma mocinha e era super badasss também, e depois dessa cena na qual ele se apaixona seu lado dito como "feminino", começa a bater mais forte e ele sente vontade de fazer essas coisas. Feminino entre aspas porque não vejo problema nenhum no que ele gosta, que é cozinhar, costurar e gostar de coisas fofas. Um menino não pode fazer isso? Quando morar sozinho vai ligar pra mãe fazer um marmitex? Pffffff.
Enfim, nisso, ele recebe ajuda de um amigo, o Juuta, que faz eles se aproximarem tudo por outros interesses e os três acabam ficando amigos e a história vai se desenvolvendo.

É engraçado que procurei outros reviews para ler e ver se tenho uma opnião diferente, e se consigo criticar de uma maneira melhor, todos falavam que o mangá era gay, que o personagem era gay, ou sei lá, e eu achei isso meio incômodo, afinal, vejo que o mangá quer quebrar esse preconceito e a pessoa "Vou fazer um review, que título eu ponho? Mangá/garoto mais gay" mas genteee, que maneira de insistir. O mangá nem força assim, o personagem nem perto dos amigos e nem sozinho fica parecido com o gay estereotipado que temos em mente, ele só gosta bastante de cozinhar, costurar e acha bonito coisas fofas.



Apesar do romance que está na sinopse e também tem no mangá, Otomen para mim pelo menos, não é um shoujo, na verdade ééé mais ou menos. Ele é mais comédia, já que o foco não é tanto no romance dos personagens, mas sim na personalidade deles, de uma forma bem triste até, porque se você for pensar, todo mundo elogiando a Ryo e o Asuka pelo o que eles não eram na realidade, inclusive, muitas pessoas gostando deles também, mas é claro que a culpa não é dessas pessoas né, é difícil adivinhar.

No começo dos capítulos, na maioria sempre tem aquela lembrança, pensamento, que fica martelando na cabeça do Asuka, o que é um pouco chatinho, mas é eu penso que é para dar ideia de como ele se sente, tendo que ser um homem viril, quando na verdade seus gostos são bem diferentes.
Outra coisa é como o mangá gosta de mostrar que isso que ele adquiriu foi bom para ele, toda vez que tem uma briga, ou algo do tipo, ele chega lá e pronto, todo mundo fica com medo, apanha e ele é o herói. Não digo que ele deveria ser um inútil e entrar no papel feminino inútil da maioria dos shoujos, mas é meio incomodo já que ele não gosta, mas é legal de certa forma, além de mostrar que isso fez um certo bem, mostra também que você não precisa ser somente fofo ou forte, você pode ser os dois. O mesmo da Ryo, que é fofa, gosta dos mesmo mangás que o Asuka e também é forte.

Apesar desses pontos bons, há também pontos ruins. Como por exemplo, a protagonista feminina participa muito pouco, e alguns convites e outras coisas, as vezes acho que era ela quem deveria pedir, já que como isso fica somente como uma coisa que o Asuka faz, parece ser um mangá shoujo normal, mas o mangá é mais focado nele né, e os outros aparecem em alguns capítulos específicos.
E acho também que ela fica fazendo muito papel de boba, tudo bem não saber cozinhar, eu também não sei, mas se me ensinar eu consigo pelo menos fazer algo, não aquele exagero todo errado que fazem dela.

Personagens
Eu gosto muito de quase todos os personagens, cada um tem algum gosto que é dito como não normal ou não muito comum, adivinha por quê??? Porque nasceram com um sexo oposto ao que seria considerado normal 😑 Mas fazer o que, a realidade é assim mesmo.


Asuka Masamune - É o protagonista, ele é bom em umas mil lutas, e faz tudo isso para esconder seu lado otomen, devido um acontecimento em sua infância. Ele é bem fofo mesmo, tem medo de escuro, coisas assustadoras, insetos, mas super consegue manter a pose quando é preciso ir a esses lugares.
Em público é super sério, mas quando está com seus amigos e principalmente com a Ryo, ele mostra sua real personalidade por sentir liberdade quando perto deles. Ele gosta bastante de cozinhar, costurar, é bom em fazer limpeza e também gosta bastante de coisas fofas.




Ryo Miyakozuka - Ryo no começo não tem muito destasque, parece ser uma garota normal, mas assim como Asuka, já aprendeu vários tipos de lutas com seu pai que é policial, por sua dedicação nisso, Ryo não sabe executar várias tarefas comuns como cozinhar e costurar, seu pai não cozinha então a mesma teve que aprender sozinha, mas ela também é muito ágil limpando e é considerada fofa por sua aparência, inclusive já foi escolhida para ser a mulher ideal. Mesmo com tudo isso, Ryo tem muitas qualidades, é super forte, e quando realmente vêem o que ela realmente é, consideram ela como um verdadeiro príncipe(?).


Juuta Tachibana - Diz que "namoradas são todas as mulheres do mundo", ou seja, sim, ele gosta de dar em cima de várias meninas, mas diz nunca querer ter um relacionamento sério. É amigo de Ryo e Asuka, e foi quem juntou os dois, mas como eu disse, com interesses por trás e ele é bem misterioso. Pelo fato dele gostar desse tipo de relacionamento, teve alguns problemas com Asuka.
Spoiler - Esse interesse, como está na imagem, é que ele é um mangaká, seu mangá é o preferido de Asuka, mas niguém sabe que é ele pois ele mantém em segredo isso até para seus outros fãns, todos esperam que ele seja uma mulher, por isso ele mesmo diz que se fosse revelado, muitas fãns iriam ficar decepcionadas.



Hajime Tonomine - Ele é de uma familia especializada em lutas e que foram os melhores desde várias gerações, como já perdeu pro Asuka, considera ele como seu pior inimigo e sofre muita pressão da família por não ser o primeiro. Ele também é um otomen,  é bem habilidoso com maquiagem e assim como Asuka esconde isso, pois não seria aceito por sua família. Ele também é bem sério, e ainda não mostrou muito bem um lado fofo, só que ele gosta de maquiagem mesmo.




Kitora Kurokawa - Ele é muito alto, mais alto que o Asuka que é dito umas mil vezes que é alto no mangá, também é muito sério e sem expressões, pois tem uma franja bem longa que tampa seus olhos. No começo achei que ele era cego KDLAJDA Porque ele saiu tocando no rosto da Ryo sem conhecer, e o Asuka ficou com ciúmes, ain foi muito amorzinho, mas enfim, depois eu vi que ele realmente não era. Ele no começo dizia que odiava flores, mas na verdade ele é um otomen, que ama flores, assim, até demais, e não estou exagerando, demais mesmo. SPOILER - Ele no começo odeia flores pois amava uma mulher, e quando ela perguntou se ele amava mais ela ou as flores, ele disse que eram as flores, e realmente, ele enfeita TUDO com flores, até pessoas.


Bom, geralmente eu separo enredo, mas acho que eu falei bastante já sobre nos comentários.
 Traço do mangá
O mangá é bem bonito, não me confundi em nenhuma parte lendo ele, eu só não gostei muito da maioria dos personagens  masculinos terem cabelos claros, loiro, branco, verde claro... ;u; Só um com cabelo preto, e as meninas a maioria com o cabelo preto, que é mais normal, mas okay né....
 
Uma cena badass da Ryo, aquela clássica do príncipe no cavalo branco e o Asuka fazendo a boa ação do dia, o que não é nenhum esforço, ele não resiste em costurar as coisas.
Há uns pensamentos no meio do nada que parecem não terminar, mas ai já não sei se é problema com a tradução ou algo do tipo. 

Total - Vale a pena ou não?
História - Apesar dos pesares, o que eu falei de ruim do mangá são detalhes e o foco é realmente mais no Asuka, por isso temos só algumas partes que mostram mais da Ryo, mas os que ela aparece mostram bem o lado forte que eu queria ver. E tem também a técnica que ela usa, pra martelar a idéia do Asuka ser viril na nossa cabeça assim como martela na dele, foi realmente muito boa. 
Nota: 10

Personagens - Todos muito engraçados, com sua parte única na história, mas uma coisa que não gostei foi a aparência mesmo, mas não se julga pela aparência e blah, blah, como cada um é desenvolvido em um capítulo também não há muito o que falar sobre as personalidades, mas a do Juuta é muito mal desenvolvida acho, não fala sobre ele mesmo, seu passado, assim como fala dos outros personagens.
Nota: 9,8

Traço do mangá - É legal, fora os pensamentos que eu disse, é tudo desenhado de forma bem detalhada e bonitinha, não há muito o que falar sobre. 
Nota: 9,8

Total: (10+9,8+9,8) / 3
Nota final: 9,86
Vale a pena, caso você goste do gênero comédia e esteja a fim de ver algo novo e sair do normal que geralmente tem muito em mangás e animes, além de descontrair faz você refletir um pouco sobre preconceitos, senso comum, e várias coisas. 

E vocês? Já lerem? Ou não, mas gostou?
Cometem! E até próximo post, beijinhos :3

4 comentários:

  1. Olá, não li o mangá, mas vi o dorama e achei ele hilário, nele o foco foi mais a comédia do que o romance e concordo com você em algumas coisas, como a mocinha não ter tido tanta participação na historia, dava para ter colocado ela mais vezes, acho que seria até melhor. Asuka, o que ser esse ser? Nossa, um verdadeiro sonho*-*. Se você ainda não vi o dorama, recomendo, viu? ^-^

    ~Bye Bye
    Meio Assimétrica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi Letícia :3
      Eu vi que tinha um dorama, e queria muito assistir, mas tem que baixar e eu não gosto, não achei nenhum lugar online :((( Mas acho que quando tiver tempo e a internet boa irei ver ele sim xD
      Sim, demais! Pra você ver como seria bom se esses preconceitos não existissem :3
      Obrigada pela indicação, vou ver sim! Obrigado por comentar, tchaus o///

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O traço da segunda imagem me lembra isso mesmo, agora que você comentou, mas de resto não acho muito parecido xD
      Eu já vi Ore Monogatari, é bem legalzinho mesmo pra quem gosta de slice of life :3 Mas obrigada pela indicação.

      Excluir